Posts Tagged ‘alfas’

Alfas vendidas no Brasil – 1990 a 2006

07/12/2010

Esta tabela é uma das poucas informações que temos de quantas Alfa Romeo foram vendidas no brasil depois da reabertura das importações.

Nos foi fornecida em outubro de 2006, quando visitamos a Fiat na Alfa Romeo Road Trip Brasil. Por isso ela termina em stembro de 2006. Quantas foram vendidas depois? Provavelmente muito poucas, pois as ultimas importações foram em 2005.

Favor notar que são vendas no atacado, ou seja, não informa realmente quantos carros vieram nem a quantidade por ano/modelo. Talvez os carros usados pela própria FIAT (como as 156 V6 manuais de 1999, importadas para a diretoria) não esteja nesta lista. Em 1998, não se sabe porque, muitos carros foram emplacados em Betim (por isso é muito comum ver Alfas 155, 145 e 164 com placas iniciando com a letra G), se estão nessa tabela, não sabemos também.

Se você tiver qualquer informação que possa complementar esta tabela por favor nos contate.

OBS> clique na tabela para aumentá-la e visualizar os numeros.

Hidratação de couro

22/11/2010

Muito e seguidamente se discute à respeito de como tratar e manter o couro dos bancos no Alfa Romeo BR (www.alfaromeobr.com.br), afinal, grande parte das Alfas já estão entrando na meia idade, e é importante manter os bancos, seja os aparentemente indestrutíveis bancos das 164, até os mais delicados e macios como das 156.

Para resumiro, gostaria de considerar alguns tópicos:

1- Limpeza do couro é diferente de hidratação do couro. Lembrem-se que o couro não é brilhoso, mas FOSCO. Um carro zero km jamais apresenta couro brilhoso (foto).
A limpeza deve ser feita com agua e sabão neutro, ou algum shampoo específico de limpeza de couro. O objeitvo é retirar a sujeira e gordura humana acumulada no couro (isso que deixa o couro brilhante e com aspecto de usado. Experimente fazer isso, passando um pano bem humedecido e levemente ensaboado. O pano saírá preto, não da tinta do couro, de sujeira mesmo. Fiz isso na minha 164 que anda pouco e é hidratada a cada 6 meses é fiquei surpreso.
Você pode simplesmente hidratar o couro, mas irá sobrepor o hidratante em cima da sujeira.

2- A hidratação serve para evitar rachaduras e ressecamento que irão destruir a capa de couro no longo prazo. Já vi carros da década de 40 ou 50 com bancos de couro originais, a unica coisa que destrói eles é o ressecamento.
Entretanto, passar creme, batom, óleo de peróba, vaselina, oleo mineral ou silicone não da uma hidratação profunda no couro e é arriscado. É uma hidratação apenas temporária que pode trazer sérios danos, tanto para o couro em si, mas também para a COSTURA, que é agredida com a química destes produtos e em alguns casos pode começar a desfiar ou apodrecer. Ou seja: NO LONGO PRAZO, o dano pode ser considerável e irreversível. Consertar uma capa de couro é praticamente impossível, pois novos enxertos ficarão muito diferentes do couro antigo, então terá que trocar tudo. Além disso, muitos destes produtos deixam o couro brilhante, que justamente é a aparencia de couro sujo.

3- Por isso que eu só uso produto específico para hidratação de couro. Entre eles, o LEXOL é o mais renomado. O Lexol não deixa o couro brilhando (um pouco apenas na aplicação mas que some rapidamente). Fica com uma aparencia de couro novo. A a hidratação dura 06 meses, enquanto os outros produtos normalmente duram até 02 meses. Não estou fazendo propaganda deste produto. A 3M tem um no mesmo nível de qualidade e mais barato que o Lexol, vejam o teste que a 4rodas fez com 05 produtos: http://quatrorodas.abril.com.br/autoservico/especialista/conteudo_264345.shtml

Alguma dúvida? Veja as dicas do programa Auto Esporte:

Lembrem-se que um banco de couro bem tratado dura tanto ou mais que o próprio carro.

Abraços